DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça a FM 92.3
34.3 C
Manaus
sábado, outubro 16, 2021

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça Rádio Onda Digital FM 92.3

“Papel de mariquinhas”: pronunciamento do vereador Sassá irrita Mandel e Guedes

O pronunciamento do vereador Sassá (PT) sobre a mobilização contra o anexo da Câmara Municipal de Manaus (CMM), nessa segunda-feira (27), irritou Amom Mandel (sem partido) e Rodrigo Guedes (PSC). O vereador se exaltou contra as divergências no plenário, que chamou de “papel de mariquinhas”, e recomendou que os colegas intensificassem o trabalho nas ruas, ouvindo as demandas da população. Não por acaso, Sassá foi apontado, nas redes sociais, como um dos parlamentares favoráveis à construção do prédio.

Com base no artigo 142 no regimento interno da CMM e em dispositivos da Constituição Federal e da Lei Orgânica do Município (Lomam), Mandel, que encampou a briga contra o anexo junto a Guedes, solicitou o comunicado parlamentar (uma espécie de direito de resposta).

O 1º vice-presidente da Casa, Wallace Oliveira (PROS), que conduzia a sessão, afirmou que o vereador não havia citado nominalmente no discurso e que, portanto, a concessão ao pedido de defesa abriria um precedente na dinâmica dos debates.

“Já fui citado em discursos aqui e não recorri. É preciso respeitar, mas vamos entrar com um projeto para impedir a nomeação?”, indagou.

“Quem tem que achar ofensivo é a pessoa”, respondeu Mandel, que, a exemplo de Guedes, teve a solicitação acatada. De volta à tribuna, o vereador Sassá negou ofensas direcionadas a colegas em específico.

 

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram

Facebook

Twitter

Artigos Relacionados

Sobre

Notas sobre política, economia e bastidores da Assembleia Legislativa do Amazonas e da Câmara Municipal de Manaus.

Últimos Artigos