DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

25.3 C
Manaus
quinta-feira, janeiro 20, 2022

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

Possível paralisação de servidores preocupa o Governo federal

Nesta quarta 29, após reunião do Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado), entidade que representa 37 associações e sindicatos de carreiras de estado, ficou decidido que poderá haver paralisações de um ou dois dias dos servidores públicos em janeiro, ou até mesmo uma greve geral no mês seguinte, caso o governo não conceda reajuste generalizado aos servidores federais.

Veja mais:

- Anúncio -

Lira contradiz Bolsonaro e afirma que desconhece espaço fiscal para reajuste a servidores

Líder do governo afirma que reajuste a policiais pode ser cancelado

A situação vem ficando mais delicada depois que o Presidente Jair Bolsonaro (PL) concedeu aumento aos policiais federais após o lobby da categoria. Mas a equipe econômica do governo é contra: o ministro da Economia Paulo Guedes já teria se manifestado contra um reajuste amplo aos servidores, pelo impacto que isso teria nas contas públicas.

As entidades integrantes do Fonacate têm como estratégia negociar junto ao governo pelas duas primeiras semanas de janeiro. Caso não tenham resultado, o Fórum pode propor e realizar paralisações nos dias 18, 25 e 26 de janeiro, com a possibilidade de greve geral em fevereiro.

O Fórum afirmou, em nota, que 1 milhão de servidores federais não têm reajuste há cinco anos, enquanto o governo Bolsonaro consegue mediante pedido presidencial reajustes para 45 mil policiais. Várias categorias já analisam a possibilidade de ação na justiça para tentar conseguir aumento depois dessa concessão aos policiais.

Da Folhapress.

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram 

Facebook

Twitter 

 

Artigos Relacionados

Mantenha-se Conectado

1,298FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
39SeguidoresSeguir
165InscritosInscrever

Últimos Artigos