DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça a FM 92.3
28.3 C
Manaus
domingo, outubro 24, 2021

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça Rádio Onda Digital FM 92.3

CPI da Amazonas Energia é retomada na ALEAM após decisão judicial

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) decidiu revogar o recurso que suspendia a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energia. A CPI, que tem o objetivo de investigar possíveis irregularidades na geração e distribuição de energia pela empresa Amazonas Energia, agora, pode prosseguir com os trabalhos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Para o deputado estadual Sinésio Campos (PT), autor da CPI, a decisão da justiça foi assertiva e quem ganha com isso é toda a população do Amazonas. “Agora, vamos seguir com as investigações ao lado do povo, pois ele sim, merece resposta diante de semanas sem energia, que perde os produtos perecíveis de seu comércio, fica sem o seu eletrodoméstico, tem sua dignidade atingida, visto que a energia é algo básico para termos o mínimo de conforto. E essa situação como as tarifas elevadas, cortes em plena pandemia, o que é proibido por lei, vale tanto para a capital quanto para o interior, mas, vamos lutar por melhorias e respostas”, desabafou o parlamentar.

Veja Também

- Anúncio -

Nova Lei de Improbidade Administrativa deve beneficiar partidos envolvidos na Lava Jato

MP ingressa na justiça por improbidade administrativa contra Prefeita de Beruri

Entenda

A CPI da Energia foi aberta no dia 1° de setembro com o objetivo de investigar possíveis irregularidades na geração e distribuição de energia pela empresa Amazonas Energia, mas, em 4 de setembro, durante plantão judicial, o desembargador Airton Luís Corrêa Gentil, do TJAM, decidiu suspender a Comissão alegando que o requerimento que deu origem à comissão era genérico.

No dia 10 de setembro, a Procuradoria-Geral da Aleam protocolou recurso para derrubar a liminar emitida pelo desembargador Airton Luís Corrêa Gentil. O recurso foi assinado pelos procuradores da Aleam Robert Wagner de Oliveira, Vander Góes e Gerson Viana. De acordo com o documento, a Casa Legislativa tem autonomia fiscalizatória de exercer a continuidade da CPI, visando investigar a precariedade do fato determinado de interesse social quanto ao serviço de energia, bem como o porquê dos constantes racionamentos, blecautes, apagões e a falta de manutenção da rede elétrica que ocasionam grandes transtornos aos consumidores do Amazonas.

A Comissão é composta pelo deputado estadual Sinésio Campos, como presidente, Carlos Bessa (PV), como relator, Dermilson Chagas (Podemos), Fausto Júnior (MDB) e Cabo Maciel (PL).

*Via Em tempo

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram

Facebook

Twitter

Artigos Relacionados

Mantenha-se Conectado

1,298FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
149InscritosInscrever

Últimos Artigos