DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça a FM 92.3
31.3 C
Manaus
sábado, outubro 16, 2021

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça Rádio Onda Digital FM 92.3

ALE-AM deve convocar titular da Seduc para esclarecer sobre falta de atendimento médico a servidores

A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) deve votar requerimento para convocar a Secretária de Educação do Amazonas, Kuka Chaves, para prestar esclarecimentos sobre a falta de atendimento médico hospitalar a servidores de educação de Manaus e do interior por parte da operadora de saúde Hapvida.

Veja mais:

- Anúncio -

Deputados afirmam que decisão do STJ reforça argumentos para CPI da Asfixia

Em contrato celebrado com o governo do Amazonas em agosto do ano passado, a empresa se comprometeu a efetuar convênios com clínicas e hospitais do interior para ampliar o atendimento aos trabalhadores.

No entanto, de acordo com o proponente do requerimento, deputado Sinésio Campos (PT), a empresa se recusou a honrar os acordos, estendendo o problema que teve início na gestão do ex-governador José Melo (2014-2017).

“Esse contrato já passou por quatro governos e afeta cerca de 30 mil servidores da Seduc”, explicou. Campos sugeriu que O deputado Dermilson Chagas (sem partido) manifestou apoio ao requerimento e sugeriu visitas ao presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Mario de Mello, e ao Ministério Público do Amazonas (MP-AM) para cobrar providências e esclarecer por que os órgãos de controle não identificaram irregularidades nos serviços oferecidos pela operadora.

“É impressionante como, até agora, não se viu a ilegalidade”, comentou o parlamentar. “Não há parecer técnico sobre a Hapvida”.

Segundo Dermilson, o governo Wilson Lima (PSC) pagou cerca de R$ 41 milhões de reais pelo contrato nos últimos sete meses. Somado às gestões anteriores, o histórico de despesas pode chegar a mais de R$ 300 milhões.

“Todos pagaram errado, mas falta fiscalização”, observou Dermilson.

O líder do governo Wilson Lima na ALE-AM, Felipe Souza (Patriota), informou que o contrato é antigo e uma nova licitação será realizada no final deste ano para contemplar os servidores do interior.

Daniel Amorim, da redação

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram

Facebook

Twitter

Artigos Relacionados

Mantenha-se Conectado

1,298FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
144InscritosInscrever

Últimos Artigos