DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça a FM 92.3
25.3 C
Manaus
terça-feira, outubro 26, 2021

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça Rádio Onda Digital FM 92.3

TCE pede que Detran reative serviço de vistoria a motoristas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) entrou com uma petição nessa quarta-feira (29), por meio do procurador do Estado Isaltino José Barbosa Neto, em que solicita que seja estabelecido prazo de 5 dias para que o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá, reative o acesso da empresa Manaus Vistoria ao sistema do órgão.

A medida visa ampliar as alternativas aos motoristas que precisam fazer vistorias em seus veículos.

- Anúncio -

Desde junho, o gestor do Detran-AM tem se negado a cumprir ordem judicial, comprometendo o serviço à população da capital. A determinação para oferecer mais um serviço aos motoristas de Manaus é do presidente do TJAM, desembargador Domingos Chalub, mas, até o momento, não foi cumprida.

Veja mais:

Sai resultado final das provas objetivas do concurso do TCE-AM

TCE-AM realizará projeto-piloto com inspeções em órgãos de saúde do interior

Por causa das negativas, o TCE decidiu endurecer a determinação e escreveu na petição: “Diante do exposto, requer o TCE a intimação do Detran, a fim de que comprove, em um prazo de 5 dias, o integral cumprimento do decisum prolatado por esta presidência (do TJAM)”.

Sobre a decisão de junho, Chalub entendeu que, ao impedir as atividades de Manaus Vistoria, o Detran causa lesão à população da capital. “Ao meu sentir, importa grave risco de lesão à ordem pública e econômica, na acepção jurídicoconstitucional, a decisão judicial que suspendeu os efeitos de medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado que visava assegurar o cumprimento de suas decisões, por vulnerar as prerrogativas constitucionais da corte da Corte de Contas e inviabilizar a efetividade da fiscalização dos contratos administrativos e das medidas que asseguram a regular prestação dos serviços públicos”, escreveu o presidente do TJAM.

O advogado da Manaus Vistoria, Milton Rivera Reyes, afirmou que a “perseguição” à empresa começou quando a Manaus Vistoria se consolidou no mercado e alcançou 40% dos atendimentos de vistorias. “Eu não quero acreditar que a resistência do presidente do Detran, Rodrigo de Sá, em cumprir as decisões – tanto do TCE quanto do TJAM – tenha intenção de manter o monopólio destes serviços”, afirmou.

Em agosto, a Manaus Vistoria ingressou com um documento no TCE para prestar esclarecimento sobre descumprimento de decisões do TJAM e do próprio TCE por parte do diretor-presidente do Detran. As decisões judiciais suspenderam portarias que cassaram a licença da Manaus Vistoria.

 

Via D24am

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram

Facebook

Twitter

Artigos Relacionados

Mantenha-se Conectado

1,298FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
150InscritosInscrever

Últimos Artigos