DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça a FM 92.3
25.3 C
Manaus
sábado, outubro 23, 2021

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

   Ouça Rádio Onda Digital FM 92.3

Deputados se mobilizam contra “participação virtual” de colegas em sessões da Aleam

Desde o início de agosto, com o fim do recesso parlamentar, as sessões da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) foram retomadas forma híbrida (presencial e remota). A decisão de alguns deputados em continuar participando das reuniões por meio da internet, no conforto de suas casas, tem incomodado colegas de plenário.

O deputado Wilker Barreto (Podemos) afirmou que participação por videoconferência é justificada se o parlamentar estiver cumprindo agenda em outro estado ou município. “Sou defensor do avanço das sessões híbridas. Podemos ter sessões (virtuais) de Brasília. Em Manaus, acho isso uma falta de respeito com o parlamento”, declarou.

- Anúncio -

“Casa lacrada”

A fala de Wilker ocorreu após o deputado Felipe Souza (Patriota), líder do governo Wilson Lima (PSC) na Aleam, cancelar intervenção durante o Pequeno Expediente desta quinta-feira (14). Ao perceber que o colega havia marcado presença de maneira remota, Wilker partiu para o ataque.

Estamos a quase um ano das eleições e a Casa está lacrada. Temos dificuldade de abrir o quórum. Não dá pra ficar de forma híbrida no gabinete”, criticou Wilker.

Portaria

Seguiram-se então manifestações de apoio por parte dos deputados Serafim Corrêa (PSB), Adjuto Afonso (PDT) e Carlinhos Bessa (PV), 1º vice-presidente da Aleam, que conduzia a sessão.

“Sou a favor (das sessões híbridas), mas tudo tem limite. Vou conversar com o presidente (da Aleam, Roberto Cidade) para que possamos sentar com os 24 deputados para baixar uma portaria e dar uma resposta ao povo do Amazonas, porque somos cobrados”, ressaltou Bessa.

A proposta foi logo acatada por Afonso. “A Mesa Diretora da Aleam tem essa responsabilidade. Vamos marcar uma reunião no início da próxima semana. Se o deputado estiver em outra cidade, deve avisar o parlamento. Não adianta colocar foto no computador. Isso vai sair muito caro”, afirmou. “Certa vez, um eleitor me perguntou se começaríamos a participar das sessões dentro do carro”, relatou Afonso.

 

Daniel Amorim, da redação

 

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram

Facebook

Twitter

Artigos Relacionados

Mantenha-se Conectado

1,298FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
21SeguidoresSeguir
148InscritosInscrever

Últimos Artigos